Garoto desaparecido há quatro dias em Fortaleza é encontrado morto

O garoto Cleidson Lima de Sousa, de 12 anos, que desapareceu no domingo (13), enquanto brincava de bicicleta em frente de casa na Rua Waldemar de Alcântara, no bairro Barroso, em Fortaleza, foi encontrado morto. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (17) pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

De acordo com a SSPDS, o corpo da criança foi encontrado por equipes da 12ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), na quarta-feira (16), em um canal no mesmo bairro onde o garoto morava. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) concluiu, nesta quinta-feira (17), por meio de um exame de comparação de arcada dentária, realizado pelo Núcleo de Odontologia Legal, que o material coletado é da criança. A Pefoce continua realizando exames para a confecção do laudo com a causa da morte.

O caso foi inicialmente investigado pela 12ª DH, responsável por investigar casos de desaparecimento, e, com a localização do corpo, transferido para a 3ª DH, unidade da Polícia Civil responsável pelas investigações na região onde o corpo foi localizado.

Garoto desaparecido no domingo (13)

Cleidson era o terceiro de quatro irmãos. Desde o desaparecimento dele, familiares faziam buscas em hospitais, delegacias e na Perícia Forense. Além disso, houve grande mobilização nas redes sociais na esperança de encontrar o menino.

O jovem faz parte de uma família evangélica e não costumava sair sozinho. A fammília chegou a receber telefonemas com informações falsas sobre o paradeiro de Cleidson.

De janeiro a outubro deste ano, 1.704 boletins de ocorrência de pessoas desaparecidas foram registrados. Desse total, 834 somente em Fortaleza. Além das buscas intensas dos familiares e órgãos competentes, ainda há a luta contra as notícias falsas, que atrapalham e causam desgaste neste momento difícil.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser direcionadas ainda para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias podem ser feitas ainda para o telefone (85) 3257-4807, do DHPP. O sigilo e o anonimato são garantidos.