Homem mata mulher após mantê-la em cárcere privado

A cearense Nayara de Oliveira Alexandre, de 35 anos, foi morta a facadas pelo ex-companheiro, Nazareno Caetano Freitas, de 55 anos, na cidade de Lagoa da Prata, no Centro Oeste de Minas Gerais. O assassinato ocorreu na manhã de sábado (19), após a vítima ser mantida em cárcere privado.

Nazareno foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM). Aos policiais, ele atribuiu a motivação do crime a uma “briga de casal”. Os dois estavam juntos há cerca de 12 anos e se separaram recentemente. Por esse motivo, a vítima planejava retornar a Limoeiro do Norte, no Ceará, onde cresceu.

Conforme a Polícia Militar (PM), na manhã de sábado, os militares receberam uma denúncia da amiga de Nayara informando sobre o cárcere privado. A amiga deduziu o crime após não conseguir contato com a vítima. Ela passou em frente à casa de Nayara e viu o carro do ex no local. Por isso, acionou os militares.

Quando chegaram ao local, os policiais chamaram pela vítima, mas não tiveram retorno. Após terem acesso, fraqueado por uma moradora, a uma residência vizinha, os militares ouviram um grito da vítima pedindo por socorro. Em seguida, invadiram a casa.

Em um quarto, os policiais encontraram Nayara na cama. Ela estava ferida por golpes de faca. O ex-companheiro dela estava em pé, ao lado da cama. Ele foi contido e preso pelos militares.

Nayara foi levada em uma viatura para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A perícia esteve no local do crime, investigado pela Polícia Civil.