Humorista Tokinho foge de tentativa de assalto à mão armada; assista

O humorista Tokinho, de 28 anos, compartilhou com seus seguidores, na noite de hoje, um vídeo mostrando que conseguiu escapar de um assalto à mão armada em frente de sua casa, em São Paulo. Diante do susto, ele correu para dentro do prédio que mora e não teve nenhum item roubado.

Na filmagem postada no Instagram, ele aparece na calçada do condomínio onde mora tirando foto com um entregador de pizza. Segundo depois, um outro motoqueiro se aproxima apontando uma arma e o humorista decide correr para dentro de seu prédio.

Apesar de compartilhar o vídeo, ele deixou mensagem pedindo para os seguidores não repetirem o seu ato por estarem correndo risco de vida.

"Sei que fui errado em reagir, [mas] no susto quando vi aquela arma apontada pra minha cara, minha reação foi virar e correr. Não repitam esse tipo de reação. Graças a Deus não atiraram e não levaram nada. Ainda bem que não passou de um susto. Estou ainda assustado com o que aconteceu, mais estou bem", pediu.

Eu sei o quanto eu fui errado. Essa reação poderia ter causado algo bem pior pra mim, o entregador e o meu amigo. Não reajam. Isso foi do meu corpo porque eu tava na frente do portão do meu prédio. Graças a Deus, não aconteceu o pior. Deus me deu um grande livramento.

completou Tokinho, em vídeo postado nos stories.

Na manhã de hoje, ele conversou com a Quem e relatou o ocorrido. "Eu já andava com receio, nunca saio só. Agora, fiquei com mais receio ainda. Publiquei o vídeo para alertar para não reagirem aos assaltos, não cometer o mesmo erro que cometi. Isso poderia ter sido uma tragédia, algo pior tanto para mim quanto para o meu amigo e até mesmo o cara do iFood. Pelo meu grito, poderia ter causado algo. Graças a Deus não aconteceu o pior", disse.

"Os bandidos devem ter se assustado também, e a rua estava movimentada. Então, eles saíram. Agora eu ando com receio de sair. Mas infelizmente a vida continua, a gente nunca está preparado. A bandidagem ainda existe e ocorre vinte e quatro horas por dia não só aqui, como em todo o Brasil. Tem que andar com mais preparo, não ficar pegando celular, e pedir o Uber e entrar direto. Ficar mais atento", concluiu.