Idoso é preso suspeito de estuprar parente de 8 anos depois dela denunciá-lo ao assistir reportagem sobre estupro

Um criador de peixes foi preso na sexta-feira (4) suspeito de estuprar uma parente que, na época do crime, tinha 8 anos, em Corumbá de Goiás, na região central do estado. A garota o denunciou após assistir uma reportagem falando sobre um caso de abuso sexual. À família da vítima, o suspeito assumiu o estupro e pediu para não ser entregue à polícia.

O suspeito, Sandoval Afonso da Silva, de 65 anos, já era investigado por estupro contra outras duas crianças. O g1 não conseguiu identificar a defesa do suspeito até a última atualização dessa reportagem.

“A vítima, que hoje tem 11 anos, assistia uma reportagem na TV sobre um caso de abuso e disse aos pais que aquilo tinha acontecido com ela e tinha sido um familiar”, disse a delegada Aline Cardoso.

A menina contou que os estupros aconteceram duas vezes, quando a família ia visitar a casa do homem. Ela disse que era obrigada a colocar a mão nas partes íntimas do familiar e que o idoso ficava olhando por baixo da saia dela.

“Ela disse que, desde então, sente muito medo, parou de usar vestido, só usava calça de moletom”, disse a delegada.

Outros crimes

Sandoval é investigado também por outros dois crimes, contra crianças que, na época, tinham 7 e 10 anos. Hoje as vítimas estão com 13 e 15 anos. O mais novo é um menino e a outra vítima, uma menina.

“O primeiro caso que temos conhecimento aconteceu em 2016. Os depoimentos das vítimas são parecidos, os crimes aconteciam de maneira parecida, o que reforça que os estupros realmente aconteceram”, contou a delegada.

Ao ser preso, o idoso admitiu informalmente o estupro da familiar. Porém, em interrogatório, negou qualquer crime.