Menos de um mês após ser ameaçada, jovem de 19 anos é morta a tiros na frente da mãe

Uma jovem de 19 anos de idade foi morta a tiros na frente da mãe na noite desse sábado (19) no Jardim Aeroporto, em Maringá.

Ela retornava com a mãe da rodoviária quando foram abordadas por um homem, nas proximidades da garagem da TCCC (Transporte Coletivo Cidade Canção). Armado com um revólver, o assassino passou a agredi-la com socos e pontapé.

A jovem conseguiu correr até o cruzamento da Rua Arapongas com a Rua Apucarana, onde foi atingida por quatro tiros, que a acertaram no tórax e nas pernas. A mãe, que ficou um pouco para trás, viu a filha ser baleada.

Uma policial militar que mora nas proximidades prestou os primeiros atendimentos e acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

Por conta da gravidade a equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e após intubar a jovem ela foi encaminhada em estado gravíssimo ao Hospital Santa Casa, onde morreu no centro cirúrgico.

O atirador, que estava à pé, foi visto entrando em um carro modelo Chevette ou Corcel. Equipes da Polícia Militar realizaram patrulhamento, porém o suspeito não foi localizado.

Esse é o segundo atentado que a jovem sofreu. No dia 25 de outubro em uma tabacaria na Vila Operária, ela foi abordada por cinco homens, um deles armado com um revólver e que apontou a arma para a cabeça dela e atirou. Porém a arma falhou. Eles proferiram ameaças e foram embora.

A mãe relatou que a filha vinha recebendo ameaças e por conta disso, no início da noite desse sábado (19), temendo pela morte da filha, elas foram até a rodoviária comprar uma passagem para a jovem ir embora de Maringá. Mas quando retornavam foi surpreendida e morta pelo assassino.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Maringá já iniciou as investigações e apura a motivação do crime.

Com informações de Plantão Maringá.