Policia prende trio em Xapuri que torturou cachorra com pedaço de madeira no seu órgão genital

No dia 14 de novembro de 2021 a Polícia Civil em Xapuri recebeu uma denúncia de maus tratos de animal, em que o L. G de S., de 18 anos, introduziu um pedaço de madeira no ânus de uma cachorra pertencente à uma moradora do bairro Mutirão, o que causou a morte do animal.

Os policiais civis foram até o local indicado na denúncia anônima e constataram que o crime havia ocorrido na madrugada daquele mesmo dia na rua Evaristo de Souza, onde encontrou L. G. de S. acompanhado de seus comparsas F.S. de O. de 25 anos e D.A.de O. de 17 anos.

Segundo as investigações, o trio aproveitou que a cadela estava fora do quintal e como forma de se vingar do animal e intimidar os moradores do bairro, introduziram um pedaço de madeira no ânus da cachorra e a colocaram em frente ao portão de um morador.

Moradores disseram que L. G de S. e seus comparsas ficavam transitando pelas ruas do bairro durante a madrugada e o referido cachorro latia quando percebia a chegada dos homens, fazendo barulho e revelando a presença e o deslocamento deles pelo bairro.

L. G de S. ainda é acusado de ter pichado a sigla de uma facção criminosa, nas praça do bairro Mutirão, onde atuava.

Diante dessas informações, a Autoridade Policial representou pela prisão de L. G de S. e seus comparsas, e após a expedição do mandado de prisão, F.S. de O. foi preso por uma guarnição da Polícia Militar enquanto transitava na cidade de Xapuri no dia 9 de novembro de 2022.

L. G de S. e D. A. de O. já estavam presos acusados do consentimento de outros crimes.