Vídeo: Ex-vereador Gabriel Monteiro é preso no Rio de Janeiro

Justiça do Rio de Janeiro decretou, nesta segunda-feira (7), a prisão preventiva do ex-vereador da capital fluminense Gabriel Monteiro (PL). Ele é acusado de estupro. Na decisão, o juiz Rudi Baldi Loewenkron determinou ainda que sejam apreendidos os aparelhos telefônicos e possíveis armas que estejam de posse do ex-policial militar.

De acordo com a Polícia Civil, ele se apresentou no 77ª DP, onde foi cumprido o mandado.

Em nota, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) confirmou que a prisão preventiva foi decretada pela 34ª Vara Criminal do Rio, mas informou que o processo corre em segredo de Justiça. A CNN tentou contato com o ex-vereador e com a defesa dele, mas ainda não obteve resposta.

O mandado de prisão se dá no âmbito de uma investigação que apura um estupro ocorrido em julho deste ano contra uma mulher. De acordo com a denúncia, o youtuber teria constrangido e obrigado a vítima a praticar sexo com ele, com uso de violência e ameaça.

Em agosto, a Câmara do Rio de Janeiro aprovou, por unanimidade, a cassação do mandato de Monteiro. O ex-parlamentar acumulou casos que configuraram, segundo a decisão dos vereadores, quebra de decoro.

Na denúncia avaliada no Legislativo, ele é suspeito de filmar relações sexuais com uma adolescente, agressão e ameaça a pessoa em situação de rua, exposição vexatória de criança, além de intimidações praticadas contra ex-assessores. Gabriel Monteiro negou todas as acusações no processo administrativo.

As acusações vieram à tona após a Polícia Civil do Rio de Janeiro apreender documentos e HDs na casa do youtuber em abril deste ano.