Vídeo mostra pai sendo morto com flechada após vizinho se incomodar com comemoração por nascimento de bebê

IMAGENS FORTES! Mulher é presa após espancar a própria filha de 16 anos por causa de uma coxinha. TUDO FILMADO. VEJA VÍDEOS
IMAGENS FORTES! Mulher é presa após espancar a própria filha de 16 anos por causa de uma coxinha. TUDO FILMADO. VEJA VÍDEOS
Frases10
Veja a Notícia abaixo
O peruano Javier Alfredo Miranda Romero, de 41 anos, comemorava o nascimento do filho com outra pessoa no centro histórico da cidade de Gênova, na Itália, quando um homem de uma janela vizinha o atingiu com uma flechada por ter se incomodado com a comemoração do homem. Um vídeo de imagens fortíssimas mostra Javier dizendo: "Meu Deus... o que você fez comigo?" com uma flecha fincada em seu peito e sangrando em profusão.

Javier caminhava para casa com amigos depois de comemorar a paternidade em um bar próximo. Enquanto ele estava de pé e conversando do lado de fora de seu apartamento, o vizinho Evaristo Scalco, de 63 anos, pegou um arco e flecha e atirou nele com a ponta de aço que geralmente é usada para matar javalis.

Testemunhas dizem que Scalco lançou insultos racistas contra Javier, antes de atirar nele nas primeiras horas da manhã de quarta-feira.

Em uma cena angustiante, Javier pode ser visto em lágrimas e falando em seu telefone, segurando a flecha e choramingando: "Filho da ####. O que diabos você fez comigo? Meu Deus". Scalco pode ser ouvido gritando: "Você precisa de uma mão?". Ele então sai para a rua e pergunta: "O que aconteceu?".

Percebendo a gravidade da situação, Scalco corre para baixo e em outros vídeos é visto curvado tentando conter o fluxo de sangue enquanto a polícia tenta manter uma multidão de amigos irritados de Javier que estão ao redor.

Segundos antes, eles tentaram remover a flecha de seu corpo, possivelmente agravando o ferimento e mais tarde ele foi levado por paramédicos para um hospital local. Os médicos lutaram para salvar sua vida depois que uma cirurgia descobriu que seu fígado havia sido perfurado, mas apesar de tentar encontrar um possível doador, não havia nada que pudesse ser feito e ele morreu devido aos ferimentos.

Em sua página no Facebook, Javier havia postado uma foto do ultrassom de seu bebê em julho e escrito: "Muito em breve você estará conosco esperamos com muita ansiedade meu pequeno Gustavo Giuseppe. Você será nossa bênção, a alegria da mamãe e do papai".

Scalco, um trabalhador da marina local, disse à polícia que havia acabado de voltar de um trabalho em Malta e estava cansado e só queria dormir, mas foi mantido acordado pelo barulho. Ele acrescentou: "Olhei para fora e vi um grupo de pessoas urinando, gritei com eles, mas eles me ignoraram, peguei o arco e atirei, mas não queria matar ninguém". A polícia invadiu a casa do assassino e descobriu cerca de 60 flechas e outros três arcos, que foram apreendidos. Scalco está detido em uma prisão local sob a acusação de assassinato agravado pelo crime de racismo.

Um funcionário do consulado peruano informou que Javier mora na Itália há 26 anos e os funcionários estão em contato com sua família. Veja o vídeo: