Homem é liberado pela polícia após atirar em mãe e filho por causa de xixi

O homem que se envolveu em uma confusão por causa de xixi na frente da casa das vítimas, se apresentou à polícia, nesta quinta-feira (8), acompanhado de um advogado. O caso aconteceu em Ilhéus.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Helder Carvalhal, o homem confessou ter atirado em mãe e filho e alegou legítima defesa. Ele foi ouvido e liberado, pois, não houve flagrante.

Ainda de acordo com o delegado, a arma do crime foi apreendia nesta quinta-feira e será analisada pela perícia.

Entenda o caso

O fato aconteceu na madrugada desta terça-feira (6). De acordo com a Polícia Civil, dois homens estavam em um bar e deixaram o local para urinar em frente ao imóvel das vítimas.

Antes de ser atingido, o jovem estava sentado com um amigo no local e viu a ação e criticou a atitude dos suspeitos. Diante disso, uma discussão começou.

Um terceiro homem, que também estava no bar e viu a confusão, resolveu ir a um carro, pegou uma arma e atirou no pescoço do garoto de 18 anos. A mãe dele, ao perceber o que aconteceu com o filho, tentou defendê-lo, mas acabou sendo baleada também. Ela ficou ferida no braço e no abdômen.

As vítimas foram levadas para o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, onde seguem internados. A mulher fez uma cirurgia e passa bem. O garoto ainda não foi operado e está sob avaliação médica. Segundo o G1, a bala que feriu ele quebrou três vértebras e estava alojada no corpo até quarta-feira (7).