IMAGENS FORTES! TRABALHADOR É ELETROCUTADO DURANTE MANUTENÇÃO DE CABO DE INTERNET E FICA GRAVEMENTE FERIDO. VEJA VÍDEOS

Um trabalhador de uma empresa de telecomunicações recebeu uma forte descarga elétrica nesta quarta-feira (7) em Bauru (SP) enquanto fazia manutenção de cabos de internet e ficou gravemente ferido.

O acidente foi registrado em vídeo por moradores da região. Nas imagens, é possível ver que o homem desmaia com o choque elétrico e sua camiseta começa a pegar fogo. Depois de um tempo, o trabalhador retomou a consciência, conseguiu se desamarrar dos fios e desceu a escada.

Gravemente ferido por queimaduras, o homem, que tem 40 anos, foi socorrido pela vizinhança e encaminhado ao Pronto Socorro Central, de onde foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da ala de queimados do Hospital Estadual.

O estado de saúde do trabalhador é grave, mas ele se encontra consciente. As queimaduras atingiram as costas, rosto e braços do homem.

A princípio, veio à tona a informação de que o homem prestaria serviços para a empresa Americanet. A companhia, no entanto, foi às redes sociais para informar que não possui qualquer ligação com o trabalhador.

PRECARIZAÇÃO

À Fórum, um trabalhador de Bauru que já atuou na área afirmou que não há fiscalização na cidade para este tipo de trabalho e apontou uma série de erros que podem ter culminado no acidente, como a falta de fornecimento de equipamentos de segurança adequados.

"A escada está colocada no poste, ele lá em cima somente com o cinto que segura, sem o cone, sem amarração na corda, sem isolamento do espaço onde ele está, sem uma pessoa orientando ele", analisou. Segundo este trabalhador, a população da cidade está assustada com as imagens e classifica o caso como "um momento muito triste da classe trabalhadora".

"Sei a dificuldade de cada trabalhador nessa área. Tem relatos de que a categoria de corte e religação de energia é regida pelo sindicato de construção civil, que não tem conhecimento específico da área", revela.

"A área da telecomunicação tem que ter uma ordem de conhecimento de elétrica. Empresas que fazem esse serviço, muito deles, não tem esse conhecimento. É muito triste, trabalhei muitos anos nessa área e hoje ver um trabalhador assim, é a barbárie da precarização", diz ainda.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!



VEJA VÍDEO: