Jatos chineses e russos invadem espaço aéreo de Japão e Coreia do Sul

O Japão e a Coreia do Sul acusaram a Rússia e a China de invasão de seus respectivos espaços aéreos com o uso de jatos militares nesta quarta-feira (30) durante exercícios conjuntos na região.

Seul afirmou que duas aeronaves chinesas H-6 entraram por várias vezes na zona de defesa aérea sul-coreana ao longo das costas sul e nordeste às 5h50 (hora local). Eles reentraram na mesma área horas depois e estavam acompanhados por seis caças de guerra russos, incluindo os TU-95 e SU-35.

O Ministério da Defesa de Tóquio afirmou que dois caças chineses e dois russos entraram na área de ação do Mar do Japão.

Por conta disso, os países ativaram seus próprios jatos para patrulhar toda a costa.

Por sua vez, Moscou divulgou que "caças estrangeiros nos seguiram por um certo percurso" durante os exercícios militares estratégicos no Mar do Japão e do Mar Chinês Oriental. Conforme o Ministério de Defesa, os aviões "não cometeram nenhuma violação do espaço aéreo de países terceiros".

A situação na região da península coreana está bastante tensa por conta dos disparos de mísseis frequentes feitos pela Coreia do Norte - que tem na Rússia e na China seus principais aliados. Por outro lado, os Estados Unidos prometeram reforçar suas parcerias militares com japoneses e sul-coreanos. .