Justiça decreta prisão de servidor púbico acusado de matar companheira, tirar uma selfie e postar

A Justiça decretou a prisão preventiva de Gilmar Ferreira. Um servidor público, de 44 anos, acusado de matar a esposa a facadas na cidade de Abatiá, localizada no norte do Paraná.

O crime ocorreu na última sexta-feira (02), mas a repercussão do caso tem se dado nos últimos dias, quando começou a viralizar uma foto que ele postou ao lado da mulher morta, logo após o suposto feminicídio.

De acordo com o site RIC Mais, Gilmar Ferreira é funcionário público municipal, convivia a cerca de 10 anos com a mulher, que tinha 40 anos e era atendente de loja. A vítima foi esfaqueada nas costas, no pescoço e no rosto.

Depois da selfie, o homem teria tentado se matar, mas não conseguiu. Ele foi socorrido e encaminhado a um hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).