Cartório proíbe Seu Jorge de registrar filho com nome inusitado; veja como ele chamará!

Na última segunda-feira (23), o cantor Seu Jorge e a terapeuta Karina Barbieri enfrentaram uma situação nada agradável após serem impedidos de registrarem o filho recém-nascido sob o nome Samba.

Ao comparecerem ao 28° Cartório do Jardim Paulista, em São Paulo, o local se negou a registrar a criança com o nome escolhido pelos pais. Após a recusa, os pais entraram em contato com os advogados e já tentam conseguir a permissão de maneira legal. As informações são da Band.

A negativa por parte do cartório se dá porque há nomes que não podem ser dados a crianças - a determinação seria uma forma de evitar bullying e preconceito no futuro. A decisão, inclusive, está no artigo 55 da Lei n° 6.015, de 31 de dezembro de 1973.

Vale lembrar que Seu Jorge e Karina Barbieri anunciaram o nome da criança em outubro de 2022. O menino nasceu no último fim de semana.

ABSURDO!

Segundo os envolvidos no local, o cantor foi vaiado e sofreu um linchamento de cunho racista. Alguns dizem que o artista foi chamado de "safado" e "vagabundo", outros ainda acrescentam que parte da plateia imitou sons de macacos quando a estrela retornou ao palco para finalizar o show.