Homem faz namorada refém, estupra e obriga ela a se prostituir

A polícia de Uberlândia , em Minas Gerais , prendeu um homem suspeito de estuprar a namorada e ainda obrigá-la a se prostituir para pegar o dinheiro dos programas. A prisão ocorreu no último dia 17 de janeiro.

Segundo os agentes, eles se conheceram em um aplicativo de mensagens e em em outubro de 2022, eles começaram um namoro presencialmente quando a mulher veio veio para Uberlândia ao encontro do rapaz. Alguns meses depois, em dezembro, o homem e começou a ameaça-la dizendo que iria divulgar vídeos íntimos dos dois.

De acordo com a PM, para que as imagens não fossem divulgadas, a mulher foi obrigada a se cadastrar em um aplicativo de encontros sexuais e obrigada a fazer programas.

O suspeito então gerenciava os encontros, que ocorriam em um apartamento no Bairro Santa Mônica na cidade. Após os programas sexuais, ela ainda era obrigada a dar metade do valor para o namorado.

Relatos de estupro

A mulher relatou à polícia que no último dia 17 ela foi estuprada pelo rapaz durante a madrugada. Segundo ela, mesmo dizendo que não queria, ele a obrigou a manter relações sexuais com ela e, ainda, ameaçava de divulgar vídeos íntimos da jovem na internet. Logo depois, pela manhã, ela foi abusada novamente.

Nesse dia, a mulher decidiu gritar por socorro. Os vizinhos então chamaram a Polícia Militar, que ao chegar ao local levou a mulher para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Na unidade, ela afirmou que usava antidepressivo e que estava há alguns dias sem tomá-los.

Prisão do suspeito

Após o rregistrio da ocorrência, o homem foi procurado pela polícia. Aos agentes, ele afirmou que a namorava havia decidido por conta própria se prostituir para conseguir dinheiro. Segundo o suspeito, ele não teria concordado de início, mas resolveu aceitar a situação logo depois. Ele afirmou que ela havia feito 10 programas sexuais enquanto esteve com ele.

Ainda segundo o rapaz, as relações com a namorada foram concensuais. No entanto, ele foi preso e levado para a delegacia. O celular de ambos foi ampreendido.