“Ladrão do sexo” é preso após roubar 15 garotas de programa no DF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem, de 45 anos, suspeito de roubar 15 garotas de programa após contratar os serviços das vítimas. Ele foi detido por investigadores da 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) no último sábado (21/1).

De acordo com a Polícia Civil, o homem fazia sexo com as mulheres e, após o programa, anunciava o roubo, mediante violência física. Algumas das vítimas eram obrigadas a realizar transferências via Pix para o autor.

Após os crimes, ele fugiu do Distrito Federal. Porém, a PCDF o encontrou na cidade de Ibotirama (BA), distante 830 km da capital federal, e cumpriu o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Criminal de Taguatinga.

As investigações prosseguem para verificar eventuais crimes de estupro, além dos roubos denunciados à Justiça. O homem já foi submetido à audiência de custódia e seguirá recluso até final das apurações.

A Polícia pede para que, caso haja outras vítimas, que estas denunciem os crimes.

Vídeo

Apenas nos dias 9, 14 e 16 de novembro do ano passado, o assaltante atacou em Taguatinga e no Sudoeste. Em ambos os casos, câmeras de segurança instaladas nos prédios onde as garotas de programa atendiam flagraram o criminoso entrando no local e fugindo depois.

Em um dos assaltos, o suspeito levou R$ 7,5 mil de uma das vítimas, além de objetos de valor. Veja imagens: